Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vocês não fazem ideia mas eu sou exactamente aquele tipo de pessoa que quando lhe dá uma valente dor de barriga tem de encontrar rapidamente uma casa de banho, senão é a desgraça total. Na segunda-feira ia eu muito bem no carro com o meu namorado, quando me começa a dar uma dor de barriga daquelas. Está claro que comecei logo ’‘ ai que eu não me aguento, ai que vais ter de parar o carro, ai que até me estão a dar os calores, ai que eu preciso de uma sanita urgentemente''. O meu namorado, que já está mais que habituado a estas minhas cólicas repentinas, só me dizia '' tem calma amor, isso já passa, vai massajando a barriga''. Ele tão querido, disse-me isto uma vez, duas vezes e à terceira, completamente desesperada, já nem o deixei terminar e mandei-lhe um berro para ele se calar. Coitado, eu nestas alturas sou um autêntico diabinho. O tempo passava, a dor de barriga aumentava e o trânsito na segunda circular não ajudava nada, ainda por cima em dia de derby. Ao fim de uns minutos eu já nem conseguia falar tal era a força que eu tinha de fazer para não acontecer uma desgraça, se é que me entedem. Finalmente lá avistei o café, onde ia ver o Benfica-Sporting, saí do carro mesmo no meio da estrada e lá fui eu em busca da sanita perdida. Entrei no café, mais pálida que uma folha de papel, e quando vi que a única casa de banho do café não tinha ninguém os meus olhos até brilharam. O resto meus amigos, eu não vos conto, só vos digo que foram mais de 10 minutos de puro alívio. Já estava eu muito melhor e feliz da vida, pronta para sair da casa de banho, quando me lembrei ‘‘ oohhh nãããooo e se quando eu abrir a porta estiver alguém à espera para entrar, coitado vai levar com este cheiro horrível e ainda por cima vai saber que eu vim aqui fazer cocó’’. Foram mais cinco minutos lá dentro a ganhar coragem para sair e a tentar fazer desaparecer o cheiro nada agradável (o raio da casa de banho não tinha uma única janela). Ao fim de quase 20 minutos lá dentro enchi-me de coragem e saí porta fora. Deus esteve comigo nesse momento e não estava uma única pessoa à espera para entrar. Provavelmente fartaram-se de esperar. Lavei as mãos muito rapidamente e fugi enquanto pude.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Pallina a 14.02.2014 às 16:34

Coitado do Pumpkin estou a imaginá-lo a levar com o berro :D

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D